Instituto Politécnico do Porto « KNOW NOW // Conhecimento e Inovação
Know Now

Instituto Politécnico do Porto

a)        Breve Caracterização

O Politécnico do Porto é hoje o maior e um dos mais dinâmicos politécnicos do País, que ocupa a primeira posição do ranking dos politécnicos e, conjuntamente com as maiores universidades, está colocado no segmento superior do ranking do ensino superior nacional.

É uma instituição de ensino superior que se destaca pela sua interdisciplinaridade, com a sua rede de Escolas com especialidades que cobrem um amplo espectro do conhecimento científico, desde a engenharia até às artes da música e do teatro, incluindo a gestão, a contabilidade, as línguas, o secretariado, a educação, o design e as tecnologias da saúde.

Destaca-se pelo seu portfolio de formações, que inclui 38 licenciaturas e 17 mestrados, e ainda um vasto conjunto de cursos de especialização, quer pós-graduada quer profissional de nível 4.

Destaca-se também, no campus politécnico, pelo seu potencial científico, com os seus 1.300 docentes e investigadores e as suas 35 Unidades e Grupos de Investigação, vários deles reconhecidos pela FCT, alguns com excelente classificação.

Destaca-se pela sua estrutura de Transferência de Tecnologia e Inovação, com a sua OTIC qualificada, no âmbito do QREN, para a prestação às Empresas de serviços qualificados para a realização de I&DT e Inovação Tecnológica.

É igualmente reconhecida pela sua rede de parcerias nacionais e internacionais, na Europa e nos continentes americano e africano, em particular com os países da CPLP.

A sua capacidade de formar jovens com as competências requeridas pelo mercado de trabalho, capazes de, no seu posto de trabalho, se constituírem como agentes do desenvolvimento económico e, com um sentido profundo de responsabilidade social contribuírem, no país em que estão, para a cidadania e o desenvolvimento social e cultural.

O Instituto Poltécnico do Porto (IPP) foi criado em 1985 e resultou do relançamento do Ensino Superior Politécnico em Portugal iniciado em 1979. As Escolas Superiores que inicialmente integraram o IPP foram a Escola Superior de Educação (ESE) e a Escola Superior de Música (ESM) e a Escola Superior de Saúde.

Cerca de nove anos depois da sua criação, e no uso da autonomia que a lei confere às instituições de Ensino Superior Universitárias e Politécnicas, o Instituto Politécnico do Porto elaborou e aprovou em 1995 os seus Estatutos, definindo a sua missão e finalidades próprias. As suas sete escolas são dotadas de autonomia científica, pedagógica, administrativa e financeira, nos termos da lei e dos respectivos estatutos.

Em 2008, mais de 15 mil estudantes frequentaram as 7 Escolas do Politécnico do Porto, localizadas em 5 cidades do distrito do Porto: Porto, Matosinhos, Póvoa de Varzim, Vila do Conde e Felgueiras.


b)        Recursos e Tecnologias

O IPP dispõe de vários anfiteatros, bibliotecas e laboratórios científicos.


c)        Principais áreas de investigação
  • CIDEM – Centro de Investigação e Desenvolvimento em Engenharia Mecânica;
  • CIETI – Centro de Inovação em Engenharia e Tecnologia Industrial;
  • CISTER – Centro de Investigação em Sistemas de Tempo Real;
  • CMUP / LEMA – Centro de Matemática da Universidade do Porto – Laboratório de Engenharia Matemática;
  • GECAD – Grupo de Investigação em Engenharia do Conhecimento e Apoio à Investigação;
  • GICEC – Grupo de Investigação e Consultoria em Engenharia Civil;
  • GILT – Graphics, Interaction and Learning Technologies;
  • GRAQ – Grupo de Reacção e Análises Químicas;
  • LSA – Laboratório de Sistemas Autónomos.


d)        Casos de Sucesso

Ao longo da sua existência o Instituto Politécnico do Porto realizou trabalhos em parceria com entidades tais como:

  • Alénia;
  • Alvim&Rocha;
  • Beltrão Coelho;
  • Critical Software;
  • Frontwave;
  • Mota Engil;
  • Schmitt&Sohn;
  • Solansis.

O IPP desenvolve ainda competências nas áreas do turismo, habitat sustentável, entre outras.