Escola Superior Artística do Porto – ESAP « KNOW NOW // Conhecimento e Inovação
Know Now

Escola Superior Artística do Porto – ESAP

a)        Breve Caracterização

A Escola Superior Artística do Porto (ESAP) tem como entidade titular a Cooperativa de Ensino Superior Artístico do Porto (CESAP).

A extensão de Guimarães da ESAP possui autorização de funcionamento desde 1990. Escola Superior Artística do Porto é uma escola associada da Unesco.

É objectivo da ESAP criar meios que possibilitem na prática pedagógica quotidiana uma interacção entre as diferentes áreas de actividade e saber. Ao manter uma diversidade de cursos, contribui não só para uma especialização, mas também para uma sensibilização às diferentes experiências criativas. Os cursos superiores artísticos desta escola, pela sua concepção e pelo seu funcionamento, podem ser caracterizados pelos seguintes parâmetros:

  • Combinação equilibrada dos estudos em termos de teoricidade, tecnicidade e criatividade, visando a aquisição de capacidades para o exercício de actividades profissionais e artísticas no âmbito de cada curso.
  • Ênfase no envolvimento com o meio regional visando o seu desenvolvimento cultural, artístico e arquitectónico, por uma busca de participação nas actividades que, no âmbito de cada curso, promovam a cidade do porto e a região que a envolve.
  • Responsabilização partilhada e participada de todos os associados da cooperativa, alunos / professores / funcionários, no desenvolvimento das actividades escolares, visando um aumento progressivo da identidade própria da escola, da qualidade da formação e da eficácia do respectivo funcionamento.

Da acção difusora da Cooperativa de Actividades Artísticas Árvore, fundada em 1962, resultou (por imposição da legislação entretanto publicada), em Maio de 1982, a instituição de duas Cooperativas de ensino, herdeira das suas experiências no campo do ensino das artes: a Cooperativa de Ensino Superior Artístico Árvore I e a Cooperativa de Ensino Polivalente Artístico Árvore II. Estas três Cooperativas, se bem que unidas pela designação comum Árvore, são totalmente independentes umas das outras, constituindo personalidades jurídicas autónomas.

A localização da ESAP nos centros históricos das cidades do Porto e de Guimarães – patrimónios da humanidade – corresponde a uma opção estratégica. Este facto tem estimulado uma participação constante no meio urbano em que se insere, quer através de exercícios curriculares equacionados para responder a necessidades concretas, quer mesmo por solicitação das instituições e órgãos de poder local. Também na sequência do trabalho pedagógico e científico desenvolvido nas condições descritas, os alunos da ESAP têm sido distinguidos com vários prémios e menções a nível nacional e internacional, através da sua participação em variados concursos. Tal sucesso é motivo de orgulho e estímulo no sentido de dar continuidade a este projecto de escola, já que ele confirma a validade dos objectivos e métodos pedagógicos prosseguidos.

A ESAP é uma escola associada da Unesco e desenvolve vários acordos bilaterais com universidades europeias, no âmbito do programa Sócrates e Leonardo, de mobilidade internacional de docentes e estudantes. A qualidade do seu corpo docente e do ensino ministrado, o acompanhamento personalizado do processo de formação – informação, a ligação escola – meio, em permanente expansão, fazem da ESAP uma instituição de prestígio, onde faz sentido estudar e preparar-se para as exigências de hoje e amanhã.

A ESAP tem, actualmente, uma dimensão de aproximadamente mil alunos e cento e setenta docentes.


b)        Recursos e Tecnologias

A ESAP possui diversos recursos informáticos.


c)        Principais áreas de investigação

O Centro de Estudos Arnaldo Araújo (CEAA) da Escola Superior Artística do Porto desenvolve investigação na área de Estudos Artísticos em geral e nas áreas científicas e artísticas dos cursos da ESAP em particular, nomeadamente no campo da Arquitectura, Artes Visuais, Artes Performativas, Cinema e Audiovisual.

Criado em 1999 como uma estrutura interna da ESAP, o CEAA é actualmente uma unidade de I&D (uID 4041) financiada pela FCT com dois grupos de investigação, um dedicado à Teoria, Crítica e História da Arquitectura e outro à Teoria, Crítica, História e Práticas da Arte Contemporânea.

Desde 2007, CEAA conta ainda com uma Comissão Externa de Aconselhamento Científico composta por Dennis West (Universidade de Idaho, USA), Nuno Portas (Faculdade de Arquitectura da Universidade do Porto, Portugal), Roger Copeland (Oberlin College, USA) e Simón Marchán Fiz (UNED, Espanha).